(27) 3019-3600 | contato@guilhermemachado.com
Informações estratégicas para corretores de imóveis e análises sobre o mercado imobiliário
Icon post Publicado em 10/01/2012

Conheça seis dicas para colocar seu imóvel à venda com segurança

  • 7

 

 

A negociação imobiliária é um processo que normalmente gera muitas dúvidas para as pessoas que não lidam diariamente com esse assunto. Já refleti aqui no blog sobre vários passos importantes quando se decide comprar um imóvel.

Hoje, porém, quero conversar com vocês sobre o processo inverso, que também requer muita atenção. Você decidiu vender um imóvel, e agora, o que fazer? Conheça seis dicas para colocar seu imóvel à venda com segurança. Acompanhe!

1. Orientação qualificada diminui riscos

A pesquisa é o primeiro e mais importante passo no processo de venda de um imóvel. É o seu comportamento aqui que vai direcionar o resultado da comercialização. Por isso, o planejamento é peça fundamental.

O ideal é ter seus objetivos bem definidos e buscar uma imobiliária ou um corretor credenciado que tenha as melhores condições de atender as suas expectativas. A orientação qualificada diminui as possibilidades de frustrações.

Lembre-se que a empresa ou profissional contrato será o representante legal que falará sobre o seu imóvel e forma como ele será apresentado está diretamente ligada ao sucesso da venda. Sendo assim, é necessário estabelecer uma relação de confiança.

2. Exclusividade gera comprometimento

Após escolher o representante legal do seu imóvel, uma dica importante é optar pela exclusividade na venda. Muitas vezes tem-se a impressão de que a comercialização será mais rápida ao deixar um imóvel sob os cuidados de várias empresas. Contudo, na prática, a realidade é outra.

Já vi casos de clientes que visitaram um mesmo imóvel que estava sob a responsabilidade de diferentes imobiliárias nos quais os preços informados foram conflitantes. Essa situação diminui a credibilidade do seu imóvel e prejudica a venda.

A exclusividade gera um maior comprometimento e significa ter um atendimento personalizado e prioritário. Além disso, evitam-se os erros nas informações passadas aos potenciais compradores.

Quando se cadastra um imóvel em exclusividade, as informações são alinhadas entre as partes, o que aumenta as possibilidades de um bom negócio. É o beneficio é tanto para a imobiliária e os corretores que contarão com informações corretas e assim terão melhores condições de vender o imóvel, quanto para o vendedor que poderá ter mais mecanismo para cobrar um bom resultado.

Indico um período mínimo de exclusividade de 60 a 90 dias para que possa ser desenvolvido um trabalho bem planejado.

3. A frequência e a qualidade na divulgação fazem toda diferença

O seu representante legal é responsável por anunciar o seu imóvel. Por isso, é bom pesquisar quais são as ferramentas de comunicação disponíveis por seu contratado para dar publicidade à sua propriedade.

Um bom profissional mantém um cadastro atualizado em seu site com imagens, plantas, mapas e informações relevantes sobre os imóveis. Sendo assim, verifique quais sites oferecem as melhores condições de divulgação, analisando, por exemplo, em quais as informações estão mais claras, qual tem a melhor navegação.

Quando a comercialização é fechada com exclusividade, o vendedor tem ainda mais vantagens, pois pode exigir uma maior frequencia de anúncios.

4. Segurança em primeiro lugar

Depois de conhecer o imóvel por meio dos canais de comunicação disponíveis e identificar se a propriedade atende as suas necessidades, chega a hora do potencial comprador visitar o imóvel. As próximas três dicas dizem respeito à atenção que se deve ter quando se chegar a essa etapa.

A primeira delas trata-se da segurança. Infelizmente, vivemos em uma sociedade muito insegura e devemos estar atentos às pessoas quem entram em nossa casa.

Sendo assim, solicite da imobiliária a relação dos corretores que podem visitar o seu imóvel e exija a identificação desse profissional no momento da visita. Verifique se esse corretor possui um crachá, por exemplo, e se o nome dele realmente consta na relação da imobiliária.

Além disso, principalmente se você ainda reside no imóvel, é fundamental que você seja informado com antecedência sobre a data e o horário em que o corretor levará o comprador a sua propriedade.

5. A percepção visual é um dos principais influenciadores da compra

“A primeira impressão é a que fica”: o ditado é antigo, porém muito atual. As pessoas que irão visitar o seu imóvel estão em busca da realização de sonho e assim todos os detalhes são potencializados no momento de reconhecimento do ambiente.

Sendo assim, é importante deixar o seu imóvel preparado para a venda, reparando possíveis danos, mantendo-o organizado, limpo, bem iluminado e arejado. Já vi clientes que encontram o imóvel adequado ao seu perfil, mas deixaram de fechar o negócio porque o ambiente estava desorganizado e não houve um encantamento na hora da visita.

6. Disponibilizar cópias de documentos agiliza o processo e gera mais satisfação

Deixar o imóvel preparado para venda vai além de mantê-lo organizado. Isso diz respeito também à documentação da propriedade. Certifique-se da regularização da documentação de seu imóvel.

E mais, materializar as informações que são passadas pelo corretor é fundamental, pois isso gera no futuro comprador mais credibilidade e confiança em relação ao imóvel. E consequentemente seu imóvel ficará como a principal opção de compra para o cliente.

Por isso, disponibilize cópias de documentos importantes como escritura do imóvel, boleto de condomínio, contas de água e luz, carnê de IPTU, e até mesmo documentos pessoais.

Com esses documentos em mãos, vários processos podem ser agilizados, como a realização do contrato particular de promessa de compra e venda, por exemplo, garantindo a otimização do tempo e a satisfação do cliente

Se você não se sente confortável para deixar esse tipo de informação o seu representante legal, então é melhor nem contratá-lo, pois essa relação exige confiança e confidencialidade. Por isso, pesquise muito bem antes de deixar seu imóvel à venda.

Observar esses detalhes é fundamental no momento em que se decide colocar um imóvel à venda. Por isso, tenha essas dicas em mãos, esteja atento e bons negócios.

Vamos crescer juntos:

Que tal colocar essas dicas em prática e compartilhar suas experiências conosco? Se descobrir novos caminhos, não deixe de partilhar também!

Já me segue no twitter? >> @rg_machado. Fique por dentro de todas as novidades, inovações e análises do mercado imobiliário.

A imagem original desse post foi retirada do blog http://www.mundodastribos.com/

Autor
Guilherme Machado

Consultor, Coach e Palestrante nacional em Vendas, Motivação e Marketing.


Comentários

Powered by Google+ Comments

  1. telma disse:

    estou fora do pais,coloquei meu imóvel a venda,com uma imobiliaria,que já tinha alugado meu imóvel anteriomente e feito um bom trabalho,porém mesmo tendo toda a documentação em dia,o imovel sempre limpo,bem localizado proximo a av paulista,com preço do mercado,faz 5 meses e nada,esou com urgencia,quero providenciar outro imóvel de i quarto, o que esta a avenda é de 2 quartos,ou seja a mobiliaria tem 2 projetos;o de vender meu imóvel e de providenciar a compra de um outro,ouço muitas desculpas,estou em dúvidas se realmente estaõ fazendo um bom trabalho.

    • Olá Telma, tudo bem?

      Oriento que você entre em contato com a imobiliária e tenha um diálogo franco e resolutivo. Exponha a sua insatisfação, cobre os resultados, estipule metas. Deixe claro a possibilidade de um rompimento na parceria caso a imobiliária não lhe dê uma resposta satisfatória com a qual sinta segurança em continuar com a negociação.

      Espero que tão logo você possa realizar os seus objetivos.

      Até breve.

  2. Luiza disse:

    Boa tarde
    gostaria de saber se posso, a qualquer momento, cancelar um contrato de opção de venda com uma imobiliária. Estou precisando morar no apartamento que está à venda e não tenho mais a intenção de vender. o contrato foi feito faz 10 dias. att. Luiza

    • Olá Luiza,

      Para responder a esta dúvida, oriento que você procure por um advogado para estudar os detalhes do contrato e avaliar as implicações decorrentes desta quebra do acordo.

      Espero que tão logo você resolva esta situação.

      Até breve.

Deixe um Comentário


+ 9 = treze