(27) 3019-3600 | contato@guilhermemachado.com
Informações estratégicas para corretores de imóveis e análises sobre o mercado imobiliário
Icon post Publicado em 23/07/2013

Análise do Mercado Imobiliário 2013

  • 17

Um mercado equilibrado é a expressão que melhor define o comportamento do segmento imobiliário durante o primeiro semestre de 2013. Esta conclusão é fruto de minha análise baseada nos estudos que faço do setor de imóveis.

É preciso voltar o nosso olhar ao passado para entender o fundamento deste pensamento e, assim, fazer esta avaliação. Tivemos um mercado imobiliário estrondoso até 2011, no qual os lançamentos eram zerados antes mesmos de serem lançados de fato.

Já em 2012, percebemos um empenho das construtoras/incorporadoras para ‘baixarem’ seus estoques, um movimento evidente de mudança de estratégia para se ajustarem ao mercado, tendo em vista que o interesse imediato do comprador diminuiu.

Tais fatos se diferenciam  do cenário imobiliário nestes primeiros seis meses de 2013. Nos deparamos com compradores mais conscientes que fizeram valer seu poder de compra por meio de uma negociação mais criteriosa. Os clientes demonstraram mais ponderação na busca do imóvel e, consequentemente, para o fechamento do negócio.

Os compradores estão mais conscientes, e o mercado imobiliário mais equilibrado.

Já não imperava mais aquele medo ou sensação de que, se a venda não fosse concluída imediatamente, não haveria mais possibilidade de realizá-la, seja em função do aumento do preço ou pela indisponibilidade da unidade desejada, uma vez que a mesma já teria sido adquirida por outro comprador, dada a velocidade em que as vendas ocorriam nos anos anteriores.

Desta forma, o ecossistema do mercado (construtor-incorporador/imobiliária/comprador/vendedores), como costumo chamar este emaranhando que compõe o setor, teve que reunir elementos para melhor interpretar este cenário e buscar novas formas de se adaptar a este contexto.

Com isso, as empresas e profissionais do setor, obrigatoriamente, precisaram ser mais assertivos e até mesmo mais criativos em seus projetos e lançamentos, forçando uma inteligência de mercado que contribuiu para um equilíbrio natural. Esse movimento foi excelente, pois fez os principais agentes do mercado imobiliário saírem da sua zona de conforto para provocar novos comportamentos.

Neste sentido, o primeiro semestre de 2013 foi positivo, entretanto, calmo. Todavia, vale frisar que esta “calmaria” não significa uma retração do setor. Ao contrário, revela sinais de um mercado mais forte, mais cauteloso e com mais planejamento, fatores estes que contribuem para uma maior segurança para os investidores.

Este panorama ainda é aquecido por um momento propício para a compra. Destaco que as taxas de juros referentes ao crédito imobiliário se encontram relativamente equilibradas, levando-se em conta a realidade praticada no Brasil em sua perspectiva histórica.  Além disso, temos em vista diferentes atrativos comerciais por meio de novas políticas habitacionais voltadas, especialmente, para a classe alta.

Este processo se consolidará, sobretudo, com o aumento do limite do FGTS de R$ 500 mil para R$ 700 mil, concessão tão esperada por todo o ecossistema imobiliário e que deve movimentar ainda mais o mercado. Tal iniciativa ainda aguarda a sanção da presidente.

Temos também o Programa Minha Casa Minha Vida que vem se firmando como um grande impulsionador para o mercado. Acrescentam-se, ainda, os números positivos à nona edição do Feirão da Caixa que movimentou R$ 14 bilhões, resultado que supera em mais de 13% em relação a 2012. Além disso, nos últimos 12 meses contabilizados até maio, o crédito imobiliário atingiu mais de R$ 91 bilhões, 14% superior ao mesmo período do ano passado.

Nesta análise do primeiro semestre de 2013, cabe ainda abrir os nossos olhos para questões preocupantes e que devem nos colocar em posição de alerta. A inflação vem crescendo, o que gera impacto sobre o poder de compra dos brasileiros.

As afirmações do Governo Federal dão conta de que a inflação ficará dentro da meta, mas não podemos “baixar a guarda” e devemos estar vigilantes para qualquer necessidade de readequação de planejamento no setor imobiliário.

credito-imobiliario-indice-crescimento-setorO crédito imobiliário é outro dado ao qual devemos estar atentos, sendo um indicador que pode representar uma oportunidade de crescimento para o setor, uma vez que corresponde a apenas 6% do Produto Interno Bruto (PIB) – um dos menores percentuais do mundo. É necessário um empenho maior dos profissionais do setor para a melhoria deste índice.

E é claro, não há como fazer uma análise do mercado imobiliário sem mencionar a tão falada e temida “Bolha Imobiliária”. Não acredito que no momento atual tenhamos algum risco. Para que exista a bolha é necessária uma série de elementos, sobretudo no que diz respeito à liberação desenfreada de crédito, situação que não condiz com a realidade brasileira, uma vez que os agentes de crédito são bastante rigorosos na liberação do financiamento e ainda exigem que seja dado um valor de entrada, o que favorece uma compra mais consciente.

Outro dado que diminui os riscos de uma bolha no Brasil está no fato de os compradores pagarem taxas cartoriais, forçando um maior planejamento da compra do imóvel.

Cabe ainda destacar que os preços dos imóveis estão estáveis, com uma alta moderada. Não há uma tendência de queda destes valores, portanto vejo imóveis com preços mais elevados do que em 2012, tendo em vista a grande demanda e o crescimento dos insumos para a construção civil.

A população jovem crescente tem grande peso no crescimento imobiliário.

Em uma análise econômica interna, vemos uma população jovem crescente, o aumento do poder aquisitivo da classe média e um nível de desemprego baixo. Elementos que abrem portas para novas áreas de desenvolvimento do mercado imobiliário.

Os índices são favoráveis, agora cabe aos atores do setor imobiliário brasileiro estarem atentos a eles para interpretá-los e adequá-los a sua realidade, a fim de construir estratégias que contribuam para resultados bem sucedidos ao final de 2013.

Autor
Guilherme Machado

Consultor, Coach e Palestrante nacional em Vendas, Motivação e Marketing.


Comentários

Powered by Google+ Comments

  1. [...] Análise do Mercado Imobiliário 2013 Compartilhe! [...]

  2. Gostaria de receber suas considerações e comentários sobre o cenário envolvendo locação de Prontos, comerciais e residenciais, principalmente os comerciais, pois é notório que os incidentes (assaltos e vandalismo resultantes das manifestações)com violência em São Paulo (restaurantes, postos, farmácias, lojas, bancos, etc), estão tendo notoriamente, suas rendas afetadas e com isto as locações comerciais estão em queda. Por outro lado o lojista que pretende rentabilizar seus negócios, expandindo suas redes com a chegada dos Jogos (Copa e Olimpíadas) devem iniciar um processo de preparação a partir dos próximos meses, de forma a aproveitar a chegada das festas e ter sua vendas já a partir do Natal e da liquidação pós festas, aumentando a procura por imóveis comerciais. Quais os impactos de preços das locações e nos investidores que adquirem imóveis para locação com taxas de 0,6 a 1% (superior as aplicações financeiras)? Não valeria a pena vc produzir sua opinião sobre este cenário, visto vc ser um formador de opiniões? Observe que em meu comentário temos pontos negativos e positivos sobre o cenário que vem por aí. Outro ponto interessante e como ficarão os alugueis residenciais (aptos), com a possível lotação dos Hotéis e Flats nos diversos estados que receberão a Copa, pois pressuponho que teremos locações temporárias principalmente dos Aptos mobiliados com valores no mínimo duplicados sob regime de contratos de Temporada ou Comodato.

    • Roberto,

      Agradecemos a sua participação e tão importantes sugestões. Nossa equipe de curadoria de conteúdo já anotou todas as suas observações e as mesmas serão avaliadas para serem inseridas em futuras reflexões.

      Esteja sempre à vontade para interagir conosco.

      Juntos somos fortes!!!

  3. Barone disse:

    Guilherme você foi muito feliz em todas as suas colocações,
    porque foi realmente o que eu percebi, um mercado aquecido porém mais calmo, os clientes não se deixando levar pela emoção e analisando com mais frieza as condições que as incorporadoras vem colocando. gostei muito de ter lido esse seu artigo.

    Parabéns.

    • Guilherme Machado disse:

      Olá Barone,

      Obrigado por compartilhar conosco as suas impressões sobre o mercado. É fundamental que todo corretor que almeja o sucesso faça este momento de reflexão e interpretações dos cenários para poder elaborar melhor suas estratégias e práticas. Olhar o passado, se empenhar no presente e projetar um futuro diferente são elementos que manterão o corretor sempre em alerta e com mais condições para aproveitar as oportunidades e superar os desafios que o mercado nos impõe.

      Esteja sempre à vontade para participar do nosso blog.
      Juntos somos fortes!!!

  4. Parabéns Guilherme , suas colocações realmente retratam o que está acontecendo no nosso mercado , calmo mas crescente.
    Não cabe mais a nós corretores de imóveis ter uma postura passiva em relação ao cliente , devemos buscar criar um relacionamento sincero e duradouro , nos posicionando como um consultor que entende e resolve as suas verdadeiras necessidades.Assim o mercado nunca ficará parado para o corretor de imóveis.

    Abraço

    • Guilherme Machado disse:

      Olá Rogério, tudo bem?

      Você ressalta uma questão que julgo ser fundamental não só para o corretor, mas para qualquer profissional do mercado imobiliário. Diante de um mercado dinâmico e exigente como o nosso é necessário mais pró-atividade e atitude diferenciada dos nossos profissionais.

      Vamos quebrar as regras, este é o nosso maior desafio.

  5. Conceição Vieira disse:

    Guilherme estou gostando muito de seus comentários.Pois estou entrando no mercado,e tudo o que vier de informação será de grande importância para mim,estou esperando receber a carteira provisoria para começar o estagio.
    tenho muitas expectativas para este segundo semestre. com suas dicas acredito que entenderei melhor o mercado.
    muito obrigada.

    Conceição Vieira.

    • Guilherme Machado disse:

      Olá Conceição,

      Desde já desejo boas vindas ao desafiante, mas também apaixonante mercado imobiliário. Não tenha dúvidas de que a busca por novos conhecimentos é um elemento vital para o seu sucesso. Portanto, esteja sempre à vontade para participar do nosso blog e explorar as experiências que aqui compartilhamos, afinal, este espaço é nosso.

      Juntos somos fortes!!!

  6. Parabéns Guilherme,
    Sua análise foi muito bem ponderada e equilibrada.
    Temos uma imobiliária em Guarapari a Chamoun & Macedo e podemos sentir de perto o comportamento do mercado como você analisou.
    Forte Abraço,
    Jedson Macedo

    • Guilherme Machado disse:

      Olá Jedson,

      Obrigado por sua participação e importante feedback.
      Estar atento ao mercado, interpretar os seus sinais e elaborar estratégias fundamentadas por análises e estudos do nosso segmento é primordial para consolidarmos práticas mais assertivas.
      Esteja sempre à vontade para interagir conosco.

      Juntos somos fortes!!!

  7. Augusto Cesar disse:

    Olá Guilherme,

    Quero parabenizá-lo pelo texto e mais ainda pelo blog como um todo, que vem se tornando uma ferramenta muito importante para quem atua neste ramo e quer se manter atualizado e bem informado. Me arrisco a dizer que seu blog já é um formador de opinião.
    Tenho 21 anos e atuo na área a pelo menos 7 meses (como estagiário), e este blog foi e é minha “mina de ouro”.

    Também quero agradecer a você por compartilhar seu tempo, energia e conhecimento com todos.

    • Guilherme Machado disse:

      Olá Augusto Cesar,

      Suas palavras são como propulsores para melhoria contínua do nosso trabalho. Compartilhar minhas experiências aqui no blog é algo que me traz muita alegria e saber que estamos contribuindo para uma maior capacitação do mercado nos motiva a estudar mais, a pesquisar mais, e trazer reflexões cada vez mais pertinentes para vocês que confiam em nosso trabalho e também compartilham conosco suas vivências, expectativas e desafios no mercado imobiliário.

      Por isso, esteja sempre mais à vontade de participar. Este blog é nosso.

      Juntos somos fortes!!!

  8. Soraya Cidade disse:

    Olá Guilherme,
    Achei muito interessante seu texto. De certa forma bastante prudente.Gostaria de parabenizá-lo pelo seu blog.

    • Guilherme Machado disse:

      Como vai Soraya?

      Agradeço imensamente pelo feedback e confiança em nosso trabalho. Nosso objetivo é contribuir cada vez mais para um mercado profissional e qualificado.
      Por isso, esteja sempre à vontade para interagir conosco, pois sua participação nos deixa mais próximos de atingirmos este objetivo.

      Juntos somos fortes!!!

  9. [...] E aqui eu não quero sentenciar uma verdade irrefutável, mas contribuir um pouco mais para a abertura de novas linhas de reflexão para que você mesmo possa tirar suas próprias conclusões. Falo com a visão de um corretor de imóveis e consultor do mercado otimista, mas que tem muita responsabilidade ao compartilhar qualquer opinião, sendo esta fundamentada por muitos estudos e pesquisas das movimentações e tendências do mercado. [...]

Deixe um Comentário


− quatro = 2